19.02.2018 às 13h

Centro Cultural André Carneiro é inaugurado em Atibaia

Espaço é destinado a exposições e mostras artísticas;
trabalhos e objetos pessoais do artista atibaiano também estão expostos

Foi inaugurado pela Prefeitura da Estância de Atibaia neste sábado (17), o Centro Cultural André Carneiro, importante espaço destinado a exposições artísticas e culturais. O local, que fica em frente à Praça da Matriz, em Atibaia, foi totalmente reformado. A fachada original do antigo prédio, tombado pelo patrimônio histórico, e que apresenta arquitetura peculiar da época de sua construção, foi preservada. Além da área para exposições e alimentação, foi construído um mirante para a Serra do Itapetinga, com vista para a Pedra Grande, principal ponto turístico natural de Atibaia.

No Centro Cultural os visitantes poderão conhecer parte da produção artística de André Carneiro. “Capas do Tentativa”, jornal produzido pelo artista no final dos anos 40 e “Fotografias de André Carneiro”, são mostras que podem ser contempladas no espaço cultural, além da exposição permanente de objetos pessoais, exibidos em prateleiras de vidro.

Durante a solenidade de inauguração, que teve a bênção do Padre Eugênio Bertti, o prefeito Saulo Pedroso ressaltou ser uma grande alegria eternizar em Atibaia o nome de André Carneiro, não só por sua ampla obra, mas pela importância em reconhecer tudo aquilo que ele fez e representa para a cidade.

Já o filho Henrique Carneiro, que falou em nome da mãe Evelina e do irmão Marcos, ao fazer uma reflexão sobre o momento atual em que atravessa o Brasil, fez referências ao espírito libertário e utópico do pai, que expressava suas posições nas suas obras, cuja biografia traz uma busca incansável por um País justo.

Compuseram o dispositivo de honra o prefeito Saulo Pedroso, a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade Simone Cardoso, o vice-prefeito Emil Ono, a presidente da Câmara Municipal Roberta Barsotti, o ex-deputado federal Roberto Santiago, o secretário de Cultura e Eventos Rui Tiago de Oliveira, o curador das obras do artista em Atibaia Marcio Emilio Zago, a viúva Evelina Carneiro e o filho Henrique Carneiro. Participaram também da cerimônia secretários municipais; vereadores, artistas e pessoas ligadas à cultura no município.

A primeira mostra exposta no Centro Cultural é de gravuras, “Impressões Guardadas”, cuja curadoria é da artista Rita Moura, e que fica em cartaz até o final de março. Nela, alguns dos inúmeros artistas que fizeram parte dos Encontros de Artes Plásticas na cidade estão reunidos na mostra que procura enaltecer a importância da gravura como veículo de comunicação artística, política e social, além de rememorar um dos salões de artes mais disputados do estado de São Paulo, desde os anos 70. Segundo a curadoria da exposição, a exibição é um reencontro com o passado, que estabelece um diálogo com o futuro, trazendo novas possibilidades para a Atibaia artística e cultural de outros tempos.

Ainda conforme Rita Moura, Atibaia é uma cidade com grande tradição na arte e na cultura, que outrora abrigou movimentos artísticos com grandes nomes do cenário nacional e internacional. “São momentos de vanguarda em perfeita harmonia com as tradições seculares dessa terra e dessa gente”, disse. “Cada um destes momentos guardou memória, guardou registro, talvez intencionalmente, por simples despretensão, ou por um objetivo consciente de se fazer história”, completou.

A gravura tem seu próprio percurso através da história e do trabalho intenso de artistas que assumiram o ofício como voto, como missão a favor da arte. “Muitos artistas passaram por Atibaia. Foram gerações diferentes que imprimiram costumes, ideias e, sobretudo a chama do pensar, do refletir, que não se apaga e vive para sempre em cada expressão lançada”, finalizou a curadora.

O Centro Cultural André Carneiro fica na Rua José Lucas, nº 28, Centro, Atibaia, e funcionará de terça-feira a sexta-feira das 9h às 17h, sábados e domingos das 11h às 17h30.