24.11.2017 às 15h

Em Atibaia, Operação Verão começa no dia 1º de dezembro para combater efeitos da chuva

Objetivo é deixar a cidade preparada para atender prontamente
as ocorrências de possíveis inundações

O período de chuvas torrenciais está próximo e a Operação Verão 2017/2018, trabalho realizado anualmente pela Defesa Civil de Atibaia, começa no dia 1º de dezembro. A operação trata-se de um trabalho de monitoramento, prevenção, preparação e resposta a desastres, com maior atenção para as áreas de risco de inundação e escorregamento no município.

Preocupada com o tema, a Prefeitura de Atibaia já realiza diversas ações desde o início do ano com o objetivo de prevenir alagamentos no município. Limpeza de bueiros, poda de mato e árvores em risco, recuperação de margens de córregos e rios, desobstrução de passagens de água sob pontes e em galerias, desassoreamento em pontos estratégicos de córregos que cortam o município e também do Rio Atibaia, são algumas das ações que serão intensificadas nos próximos meses, mas que acontecem deste o início de 2017.

ARQUIVO SECOM

Uma das regiões já atendidas com os trabalhos de combate a alagamentos foi o Jardim Paulista. Atenta às reivindicações dos moradores e buscando evitar erosão e inundações no local, a Administração Municipal canalizou o trecho do Córrego da Figueira no bairro. O investimento realizado foi de R$ 2,3 milhões. Desse total, R$ 900 mil são recursos próprios do município e o restante, R$ 1,4 milhão, via financiamento junto à Caixa Econômica Federal. A obra foi iniciada em março e só foi possível graças ao repasse do Governo Federal, resultado de reunião em Brasília entre o chefe do Executivo e integrantes do Ministério da Integração Nacional.

Outra ação realizada no início do ano foi a abertura da licitação para definir uma empresa de engenharia que realizasse os estudos técnicos das bacias dos lagos do Jardim do Lago, Jardim Paulista e do Major. Os lagos são grandes “piscinões” responsáveis por segurar parte do montante de água que seria descarregado diretamente em córregos e, consequentemente, no Rio Atibaia.

Arquivo SECOM

Arquivo SECOM

Arquivo SECOM

Logo após isso, a empresa ganhadora elaborou projeto que contempla  regularização de canalização, implantação de barramentos, vertedouros, caixas de areia, limpeza, desassoreamento, paisagismo e iluminação nos três lagos da cidade e apresentou ao Departamento de Águas de Energia Elétrica (DAEE) para aprovação.No momento, o lago do bairro Jardim do Lago começou a ser desassoreado. Os trabalhos foram iniciados no início de novembro. Uma draga é utilizada pelos trabalhadores para a retirada de areia e limpeza do local. Outra obra importante é a construção de um muro de contenção no Jardim Brasil, medida que visa proteger o bairro de alagamentos. Iniciado esta semana, o muro terá 200 metros lineares, construído em concreto com acabamento em pedra, com uma altura de 80 cm em relação à Rua Dr. Joviano Alvim. O investimento será de R$ 199.000,00, realizado com recurso próprio da Prefeitura.

Além disso, obras mais complexas para prevenir alagamentos estão no cronograma da Prefeitura. O Prefeito Saulo Pedroso de Souza tem ido com grande frequência a Brasília para conseguir os recursos necessários. Uma dessas ações que está sendo pleiteada é o Moderniza Atibaia, em que está prevista uma ampla ação de infraestrutura, drenagem e canalização dos córregos da Figueira (que passa pelos bairros Jardim do Lago, Jardim Paulista e Jardim Maristela) e Ana Pires (Caetetuba e Nova Atibaia). O projeto já passou por uma fase de aprovação do Governo Federal e agora espera a análise de documentos do Conselho Legal do Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata). Estando tudo em conformidade, o financiamento será enviado ao Senado Federal para aprovação.

ARQUIVO SECOM

Juntamente com o financiamento, a Prefeitura está pleiteando recursos no Ministério de Integração Nacional para o desassoreamento total do Rio Atibaia, que é outro objeto importante do governo. O Governo do Estado de São Paulo, por meio do DAEE, disponibilizou uma draga para o município, que aguarda a conclusão do processo para contratação, ou cessão, de empresa especializada para transportar o equipamento.

Reprodução

Paralelo à busca de recursos, a Prefeitura ainda desapropriará imóveis no Loteamento Parque das Nações. A proposta foi feita aos moradores do bairro em reunião no início de novembro. Serão desapropriados os imóveis localizados na Quadra K, lotes 01 ao 17; Quadra L, lotes 01 ao 20; Quadra M, lotes 01 ao 08; Quadra H, lotes 07 e 08; e Quadra J, lotes 03 ao 11. A solução resultou no Decreto nº 8.362, publicado no Imprensa Oficial do dia 11 de novembro, e iniciará com a avaliação dos imóveis.

Defesa Civil
É importante lembrar que, em casos de emergência, a população pode acionar a Defesa Civil, pelo telefone 199, ou o Corpo de Bombeiros, no 193. Durante o período de chuvas, qualquer ocorrência envolvendo fiação elétrica, avise a Elektro no telefone 0800 701 0102.

A Defesa Civil de Atibaia está realizando o monitoramento de todos os alertas e as equipes da Prefeitura estão a postos para eventuais emergências. Qualquer cidadão que deseja receber os alertas direto no celular, gratuitamente, por mensagens de texto, basta enviar um SMS para o número 40199, escrevendo o CEP de sua localidade.

Com isso, passa a receber informações sempre que a Defesa Civil identificar uma situação de risco na área. Este é um sistema desenvolvido pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil e está sendo implantado em São Paulo pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC/SP).