24.11.17 às 16h

Programa Vida Nova para pessoas em situação de rua é apresentado em reunião

Casa de Passagem foi o local escolhido pela Prefeitura de Atibaia
para apresentação da nova ação

Uma ação conjunta entre os vários setores do governo municipal da Prefeitura da Estância de Atibaia, setores da sociedade, entidades religiosas e GGI Atibaia, utilizando a estratégia do diálogo, do apoio e do convencimento pessoal, foi o tema da nova reunião para tratar de assuntos relacionados às pessoas em situação de rua, na noite da última quarta-feira (22). Na ocasião, foi apresentado o Programa Vida Nova, com medidas que visam resultados práticos na rotina de quem quer uma oportunidade para recomeçar.

No primeiro encontro, realizado com lideranças e entidades que atualmente trabalham com pessoas em situação de rua, em 16 de outubro de 2017, no Fórum Cidadania, membros do poder executivo municipal colheram informações e propostas com o objetivo de discutir e apresentar soluções para a questão, proporcionando assim mais dignidade à vida de cada um que se encontra em situação de rua.

O diálogo e a união são as principais etapas para o bom andamento e funcionamento efetivo do Programa elaborado em conjunto com a sociedade civil. Por isso, uma nova reunião, em janeiro de 2018, com data e local a serem definidos, será fundamental para o início das atividades e propostas do programa.

A reunião, na Casa de Passagem, contou com a presença do prefeito da Estância de Atibaia, Saulo Pedroso de Souza, da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Atibaia, Simone Cardoso, da secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Magali Basile, do secretário de Segurança Pública, Lucas Cardoso, outros secretários municipais, vereadores e representantes de lideranças de entidades sociais e religiosas da cidade.

Trabalho realizado

A Prefeitura de Atibaia já desenvolve um trabalho humanizado com as pessoas em situação de rua, com a equipe de abordadores sociais, que prestam o primeiro contato e tentam sensibilizá-las a voltar para a casa de seus familiares ou a aderir aos serviços sociais disponíveis pela Prefeitura, como o Centro Pop e a Casa de Passagem.

Durante o ano de 2017, até setembro, foram abordadas 815 pessoas, 848 atendimentos na Casa de Passagem e 1.147 pessoas atendidas no Centro Pop. Os locais da Prefeitura oferecem espaço de acomodação, guarda de pertences, cuidados de higiene pessoal, de alimentação e provisão de documentação, além de atendimento psicossocial adequado, promovendo a reinserção na sociedade e possibilitando que a pessoa tenha uma vida com mais qualidade e dignidade.

Serviço:

Casa de Passagem
Estrada dos Perines, 495, Boa Vista (próxima ao Cemitério Parque das Flores)
Telefone: 4415-2274

Centro Pop
Rua Albertina Mieli Pires, nº 153, Centro
Telefone 4411-8087

Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social
Rua Zeferino Alves do Amaral, n° 78, Centro
Telefone: 4414-0650.

24.11.17 às 16h

Saae Atibaia prepara reinício das obras da nova estação de tratamento de água

Unidade ampliará a capacidade de tratamento de água na cidade

A Prefeitura da Estância de Atibaia e a Saae estão prestes a retomar as obras para a construção da nova Estação de Tratamento de Água (ETA) do município, que irá quase dobrar a capacidade de tratamento de água na cidade e modernizar o sistema atual.

A nova ETA Central ficará na Praça Roberto Gomes Pedrosa (atrás da sede da Saae), terá dois módulos de tratamento e trabalhará com uma vazão de 700 litros por segundo, o que representa praticamente o dobro da capacidade de tratamento atual (de 400 l/s).

A obra conta com um investimento de mais de R$ 30 milhões e foi licitada no final de 2013. Em março de 2014, a Prefeitura e a Saae realizaram o lançamento da “pedra fundamental” da nova ETA, marcando o início simbólico das obras (com previsão de 24 meses de execução). No decorrer de 2014, já como parte do contrato firmado, houve a implantação da adutora de água bruta do Rio Atibaia, localizada na Avenida Terceiro Centenário, com extensão de 1,5 km de tubulações interligando a captação de água do rio com a área onde será instalada a nova ETA (sede da Saae).

No final de 2014, no entanto, o Estado de São Paulo enfrentou uma severa crise hídrica, que motivou a contratação de um estudo para análise da água do Rio Atibaia. O levantamento apontou que o longo período de estiagem gerou uma modificação na composição da água bruta do rio, condição que exigiu uma revisão de todo o projeto da nova ETA, interrompendo e atrasando as obras já iniciadas.

Segundo a Saae, foram necessárias adequações no projeto para atender à nova realidade apresentada no Rio Atibaia, o que também exigiu nova análise do agente técnico/financeiro do projeto, a Caixa Econômica Federal, antes de que as obras pudessem ser reiniciadas.

De acordo com a superintendente da Saae, Fabiane Santiago, a nova ETA Central ocupará a área onde hoje se encontra a praça atrás da Saae e, por isso, exigirá intervenções nesse espaço público. “O estacionamento que havia no local já foi desativado e também será necessário desativar a praça e a fonte. São ações imprescindíveis para a implantação de um equipamento que certamente beneficiará milhares de pessoas na cidade”, salientou.

Para a superintendente, a obra representa um grande avanço no sistema de tratamento de água em Atibaia, contribuindo para o desenvolvimento do município. “A nova ETA Central será uma das mais modernas do país e irá praticamente duplicar o volume de água tratada na cidade. É uma conquista sem precedentes no saneamento de Atibaia e que influenciará positivamente na qualidade de vida da população”, ressaltou.

Crise hídrica

No início de 2015, Atibaia chegou a decretar situação de emergência em virtude da crise hídrica que afetava todo o Estado de São Paulo. A exemplo dos municípios da região, Atibaia enfrentou um período de estiagem e, com o baixo índice de chuvas à época, o volume de água do Rio Atibaia – que abastece grande parte da cidade – diminuiu significativamente.

Na época, Atibaia entrou em estado de emergência e a Prefeitura publicou um decreto com objetivo de reforçar a campanha contra o desperdício de água no município, envolvendo toda a população, e também permitir ao governo tomar medidas rápidas e efetivas que evitassem o colapso do sistema público de abastecimento.

O decreto possibilitou, entre outras medidas, que a Saae se desdobrasse sobre a questão das variações da tonalidade da água. Apesar de manter a sua potabilidade (permanecendo consumível), durante o período de estiagem a água captada e distribuída na cidade passou por alterações em sua coloração – uma situação que preocupava a população.

A cor verificada era decorrente do aumento da concentração de ferro e manganês (elementos que já fazem parte da composição natural da água dos rios), em virtude da redução no volume de água no Rio Atibaia. “Estamos captando água do fundo da represa (reserva técnica), assim como vem acontecendo em todo o Sistema Cantareira”, esclareceu a Saae, à época, à imprensa e à população.

Conforme esclarece a Saae, a composição da água do Rio Atibaia se alterou durante a crise hídrica, não retornando, após o período de estiagem, à sua realidade anterior. A nova composição da água captada no município foi justamente o que exigiu as adequações no projeto da nova ETA Central, cujas obras estão prestes a serem reiniciadas.

24.11.17 às 15h

Em Atibaia, Operação Verão começa no dia 1º de dezembro para combater efeitos da chuva

Objetivo é deixar a cidade preparada para atender prontamente
as ocorrências de possíveis inundações

O período de chuvas torrenciais está próximo e a Operação Verão 2017/2018, trabalho realizado anualmente pela Defesa Civil de Atibaia, começa no dia 1º de dezembro. A operação trata-se de um trabalho de monitoramento, prevenção, preparação e resposta a desastres, com maior atenção para as áreas de risco de inundação e escorregamento no município.

Preocupada com o tema, a Prefeitura de Atibaia já realiza diversas ações desde o início do ano com o objetivo de prevenir alagamentos no município. Limpeza de bueiros, poda de mato e árvores em risco, recuperação de margens de córregos e rios, desobstrução de passagens de água sob pontes e em galerias, desassoreamento em pontos estratégicos de córregos que cortam o município e também do Rio Atibaia, são algumas das ações que serão intensificadas nos próximos meses, mas que acontecem deste o início de 2017.

Uma das regiões já atendidas com os trabalhos de combate a alagamentos foi o Jardim Paulista. Atenta às reivindicações dos moradores e buscando evitar erosão e inundações no local, a Administração Municipal canalizou o trecho do Córrego da Figueira no bairro. O investimento realizado foi de R$ 2,3 milhões. Desse total, R$ 900 mil são recursos próprios do município e o restante, R$ 1,4 milhão, via financiamento junto à Caixa Econômica Federal. A obra foi iniciada em março e só foi possível graças ao repasse do Governo Federal, resultado de reunião em Brasília entre o chefe do Executivo e integrantes do Ministério da Integração Nacional.

Outra ação realizada no início do ano foi a abertura da licitação para definir uma empresa de engenharia que realizasse os estudos técnicos das bacias dos lagos do Jardim do Lago, Jardim Paulista e do Major. Os lagos são grandes “piscinões” responsáveis por segurar parte do montante de água que seria descarregado diretamente em córregos e, consequentemente, no Rio Atibaia.

Logo após isso, a empresa ganhadora elaborou projeto que contempla  regularização de canalização, implantação de barramentos, vertedouros, caixas de areia, limpeza, desassoreamento, paisagismo e iluminação nos três lagos da cidade e apresentou ao Departamento de Águas de Energia Elétrica (DAEE) para aprovação.No momento, o lago do bairro Jardim do Lago começou a ser desassoreado. Os trabalhos foram iniciados no início de novembro. Uma draga é utilizada pelos trabalhadores para a retirada de areia e limpeza do local. Outra obra importante é a construção de um muro de contenção no Jardim Brasil, medida que visa proteger o bairro de alagamentos. Iniciado esta semana, o muro terá 200 metros lineares, construído em concreto com acabamento em pedra, com uma altura de 80 cm em relação à Rua Dr. Joviano Alvim. O investimento será de R$ 199.000,00, realizado com recurso próprio da Prefeitura.

Além disso, obras mais complexas para prevenir alagamentos estão no cronograma da Prefeitura. O Prefeito Saulo Pedroso de Souza tem ido com grande frequência a Brasília para conseguir os recursos necessários. Uma dessas ações que está sendo pleiteada é o Moderniza Atibaia, em que está prevista uma ampla ação de infraestrutura, drenagem e canalização dos córregos da Figueira (que passa pelos bairros Jardim do Lago, Jardim Paulista e Jardim Maristela) e Ana Pires (Caetetuba e Nova Atibaia). O projeto já passou por uma fase de aprovação do Governo Federal e agora espera a análise de documentos do Conselho Legal do Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata). Estando tudo em conformidade, o financiamento será enviado ao Senado Federal para aprovação.

Juntamente com o financiamento, a Prefeitura está pleiteando recursos no Ministério de Integração Nacional para o desassoreamento total do Rio Atibaia, que é outro objeto importante do governo. O Governo do Estado de São Paulo, por meio do DAEE, disponibilizou uma draga para o município, que aguarda a conclusão do processo para contratação, ou cessão, de empresa especializada para transportar o equipamento.

Paralelo à busca de recursos, a Prefeitura ainda desapropriará imóveis no Loteamento Parque das Nações. A proposta foi feita aos moradores do bairro em reunião no início de novembro. Serão desapropriados os imóveis localizados na Quadra K, lotes 01 ao 17; Quadra L, lotes 01 ao 20; Quadra M, lotes 01 ao 08; Quadra H, lotes 07 e 08; e Quadra J, lotes 03 ao 11. A solução resultou no Decreto nº 8.362, publicado no Imprensa Oficial do dia 11 de novembro, e iniciará com a avaliação dos imóveis.

Defesa Civil
É importante lembrar que, em casos de emergência, a população pode acionar a Defesa Civil, pelo telefone 199, ou o Corpo de Bombeiros, no 193. Durante o período de chuvas, qualquer ocorrência envolvendo fiação elétrica, avise a Elektro no telefone 0800 701 0102.

A Defesa Civil de Atibaia está realizando o monitoramento de todos os alertas e as equipes da Prefeitura estão a postos para eventuais emergências. Qualquer cidadão que deseja receber os alertas direto no celular, gratuitamente, por mensagens de texto, basta enviar um SMS para o número 40199, escrevendo o CEP de sua localidade.

Com isso, passa a receber informações sempre que a Defesa Civil identificar uma situação de risco na área. Este é um sistema desenvolvido pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil e está sendo implantado em São Paulo pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC/SP).

24.11.17 às 10h

Benefício de Prestação Continuada: Idosos favorecidos devem fazer recadastramento

 Prazo termina no dia 15 de dezembro; Quem não realizar o
procedimento terá o benefício cancelado

Para não perder o pagamento de um salário mínimo mensal, os idosos que fazem parte do grupo de beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC), do Governo Federal, devem realizar o recadastramento no programa na Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (SADS) ou em um dos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), até o dia 15 de dezembro de 2017 e os idoso que não realizarem o recadastramento terão o benefício cancelado.

Segundo a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, o recadastramento deve ser realizado pelas pessoas que já recebem o BPC Idoso até o dia 15 de dezembro deste ano para que continuem a receber o pagamento do benefício. Para efetuar o recadastramento, os idosos devem agendar pessoalmente ou pelo telefone, no CRAS mais próximo ou na SADS. As pessoas que não se recadastrarem terão os benefícios cancelados.

O BPC, da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS), garante o pagamento de um salário mínimo mensal (atualmente R$ 937) ao idoso acima de 65 anos ou à pessoa com deficiência de qualquer idade com impedimentos de natureza física, mental, intelectual ou sensorial de longo prazo (que produza efeitos pelo prazo mínimo de 2 anos), e que o impossibilite de participar de forma plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas.

TV Digital – Também na Secretaria de Assistência Social, os idosos de baixa renda cadastrados em Programas Sociais do Governo Federal poderão retirar um kit gratuito com equipamentos para receber o sinal digital de televisão. O kit para TV Digital é um pacote de equipamentos distribuídos gratuitamente para que famílias de baixa renda possam preparar suas residências para o recebimento do sinal digital de TV. O kit é composto por uma antena UHF e um conversor (com controle remoto), que precisam ser instalados para que o aparelho de televisão antigo (ainda sem conversor) possa exibir a programação de TV transmitida pelo sinal digital.

Confira os locais que realizam o recadastramento do BPC Idoso e escolha mais próximo:

CRAS Jardim Imperial
Avenida Imperial, nº 2159 – Próximo ao Terminal Rodoviário
(11) 4412-4614

CRAS Caetetuba
Rua Gonçalves Dias, nº 265
(11) 4402-4329

CRAS Portão
Rua Prefeito Antônio da Cunha Leite, nº 3209
(11) 4416-9183

CRAS Tanque
Praça Soldado Constitucionalista (prédio da antiga estação)
(11) 4416-1554

Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social
Segunda a sexta-feira, das 9h às 16h
Rua Zeferino Alves do Amaral, nº 78, Centro
(11) 4414-0650

24.11.17 às 09h

Curso de capacitação em Segurança Alimentar forma mais 20 pessoas em Atibaia

Aula aconteceu na última quarta-feira (22),
no Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional da Prefeitura

Uma turma de 20 alunos se formou em um curso de Segurança Alimentar, promovido pela Prefeitura da Estância de Atibaia/Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social em parceria com a professora voluntária, Maria Luiza Zandelli. O curso foi realizado na última quarta-feira (22), das 8h às 12h, no Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional, localizado acima do Restaurante Popular.

Com aulas teóricas e práticas, os alunos do curso receberam orientações sobre alimentação: saudável, nutritiva e balanceada, para controle e prevenção de doenças; e acessível e econômica, para aproveitamento dos alimentos em sua totalidade (cascas, raízes, folhas etc), evitando o desperdício de produtos. Todos receberam um certificado.

O objetivo do curso foi oferecer capacitação e estimular a economia doméstica e a prática de hábitos saudáveis, promovendo mais qualidade de vida.

23.11.17 às 19h

Passageiros do Transporte Coletivo Urbano de Atibaia ganham novos abrigos de ônibus

A pedido dos usuários, ponto de ônibus na entrada da cidade
será transferido de local

Novos abrigos de metal para usuários do Sistema de Transporte Coletivo Urbano estão sendo instalados pela Prefeitura de Atibaia em vias da cidade. Nos próximos dias, conforme a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, dois desses pontos de parada dos coletivos terão os abrigos substituídos por novos e, um deles, a pedido dos usuários, também será transferido de local, alguns metros mais à frente de onde está fixado atualmente. Os abrigos substituídos serão reformados e instalados em outros locais de Atibaia. A instalação dos novos abrigos, num total de seis pontos, está sendo realizada com recursos próprios da Prefeitura.

Conforme a Administração Municipal, o objetivo da instalação dos abrigos é dar mais conforto ao usuário, protegendo-o do sol e da chuva e permitindo ainda que os passageiros do sistema possam aguardar os coletivos sentados nos bancos que fazem parte da estrutura dos abrigos.

Dois novos abrigos estão sendo instalados na entrada da cidade pela Avenida Carvalho Pinto, um na altura do número 970 e outro na altura do número 620; outros dois nas proximidades das entradas para os residenciais Jerônimo 3, 4 e 5, no Bairro Caetetuba; um outro no Cerejeiras, na Avenida Presidente Vargas, sentido Centro, próximo da Academia da Saúde; e mais um na Estrada Municipal Hisaichi Takebayashi (estrada da Usina), no início do Jardim Colonial.

Até o final deste ano, também conforme informações da Prefeitura, outros pontos de parada de veículos do Transporte Coletivo de Atibaia receberão novos abrigos, inclusive na zona rural do município, que devem receber estruturas de concreto.

Mudança de ponto

Por solicitação dos munícipes e também para aumentar a segurança, tanto de usuários do Sistema de Transporte Coletivo quanto de motoristas e pedestres, além de uma melhor fluidez do tráfego de veículos, a Prefeitura está transferindo o ponto de ônibus que fica na altura do número 1160, em frente a um posto de combustíveis, na Avenida Carvalho Pinto, entrada da cidade, sentido Centro, para cerca de 300 metros mais à frente, altura do número 970 da mesma via, local onde anteriormente já existia um ponto de parada dos coletivos.

23.11.17 às 18h

Orçamento para o ano de 2018 em Atibaia será de R$ 527 milhões

Com aumento de mais de R$ 50 milhões, a cidade vai na contramão
do governo federal e diversos municípios, que diminuíram seus investimentos

O país vive em uma profunda crise econômica e de acordo com pesquisa do Senado o investimento nacional no setor público voltará ao patamar da década de 1990. Na contramão deste cenário, Atibaia segue a todo vapor com investimentos para a população da cidade. O orçamento para o ano de 2018 será de aproximadamente R$ 527 milhões em receitas e despesas, um aumento de mais de 50 milhões de reais comparado com 2017.

A quantia está prevista na lei nº 4.540, que dispõe sobre o Plano Plurianual (PPA) para o quadriênio de 2018 a 2021, aprovada por unanimidade (com a presença de todos os vereadores) e sem emendas, pela Câmara Municipal. Logo após a aprovação, o chefe do Executivo sancionou e promulgou a lei no Imprensa Oficial do dia 11 de novembro. Com uma vigência de quatro anos, o PPA prevê as prioridades, objetivos e metas de médio prazo da administração municipal, expressando a visão estratégica da gestão pública municipal.

O valor total do quadriênio 2018/2021 é de R$ 2,2 bilhões, um aumento de mais de 500 milhões de reais comparado com a quantia do quadriênio 2014/2017, que foi de R$ 1,7 bilhão. Sem falar que até 2021 o plano de investimento público aumenta a cada ano, totalizando 47 milhões de reais a mais que 2018. Fato raro diante do atual cenário, em que diversas prefeituras têm diminuído o investimento.

As fontes desses recursos são transferência da União e do Estado; receitas de dívida ativa, juros, multa; convênios com a esfera nacional e estadual; operações de crédito; alienação de bens e impostos, taxas, contribuições e serviços. Mas além disso, fato importante para que a Prefeitura mantenha o aumento no investimento é a atual organização financeira, com o cumprimento de obrigações assumidas, e o aprimoramento na administração tributária, que permite melhora na arrecadação.

Dentro desses propósitos está a busca por outras fontes de recursos para viabilizar investimentos, tais como a ampliação do programa Prefeitura no Bairro; asfalto para toda a área urbana; universalização do tratamento de água e esgoto; implantação do bilhete único; combate às enchentes; duplicação da avenida Jerônimo de Camargo; fortalecimento da saúde pública; construção de um novo Centro Integrado de Educação Municipal (CIEM), no Jardim Imperial; implantação de câmeras de monitoramento; modernização do parque de iluminação pública; interligação de equipamentos públicos com fibra ótica; revitalização de espaços públicos; entre outras melhorias.

De acordo com o secretário de Planejamento e Finanças, Fabiano de Oliveira, o atual momento se deve ao ajuste das contas de custeio, sempre buscando otimizar o uso do recurso público, e ao aprimoramento na administração tributária, que melhora a arrecadação. Os dois eixos permitem que a Prefeitura honre o seu cronograma financeiro, com pagamento de despesas em dia (servidores, fornecedores ou prestadores de serviços) e busque outras fontes de recursos para investimentos, tais como o financiamento externo com o organismo internacional Fonplata e o financiamento por meio do programa “Avançar Cidades” junto ao Governo Federal, pelo Ministério das Cidades.

23.11.17 às 18h

Jardim Brasil recebe mais uma obra para minimizar alagamentos

Construção de muro de contenção contra o transbordo do
Córrego do Piqueri foi iniciada na última segunda-feira (20)

Buscar diferentes soluções técnicas para minimizar os efeitos das fortes chuvas nos bairros que tenham histórico de alagamentos, essa vem sendo uma das medidas adotadas pela Prefeitura da Estância de Atibaia. A mais recente delas é a construção de um muro de contenção no Jardim Brasil. Uma medida que visa proteger o bairro de alagamentos, tendo em vista que a diferença de altura entre as ruas Joviano Alvim e a 27 de Junho, além das demais vias internas do bairro, faz com que as águas que descem das ruas mais elevadas do Centro e do transbordo do Córrego do Piqueri, sejam represadas no bairro.

A obra, iniciada nesta segunda-feira (20), terá um prazo de 60 dias para a sua conclusão. O muro terá 200 metros lineares, construído em concreto com acabamento em pedra, com uma altura de 0,80m em relação à Rua Dr. Joviano Alvim. O investimento será de R$ 199.000,00, realizado com recurso próprio da Prefeitura.

Esta solução já tinha sido apresentada aos moradores do bairro em 2013 (Convênio nº 013/630/13 – que previa a realização de drenagem de águas pluviais e a construção de muro de contenção), mas à época, por meio de abaixo-assinado contendo 660 assinaturas dos moradores solicitando o cancelamento da construção do muro de contenção, a obra não foi executada, sendo feita a parte do projeto referente à drenagem.

A retomada dessa solução, no entanto, de construção do muro de contenção contra o transbordo do córrego do Piqueri, foi solicitada pelos moradores do bairro durante uma reunião com o prefeito de Atibaia, Saulo Pedroso de Souza e integrantes da Associação de Moradores do Jardim Brasil (Amojab), realizada no último dia 30 de outubro. No encontro, houve uma conversa sobre as intervenções já realizadas no bairro desde a enchente de 2011, como a readequação das tubulações de capacitação de águas pluviais na rua Brasília até nova galeria e a realização de aduela.

Os moradores também apresentaram a proposta de recortar a aduela, que já está instalada, em 45 graus, para melhor fluidez e escoamento das águas. Também foi solicitada a limpeza da aduela, um importante mecanismo usado para escoar com mais rapidez as águas que ficam represadas no bairro.

22.11.17 às 15h

Racionalização do Uso e Consumo de Energia é tema de palestra gratuita nesta quinta-feira

Apresentação é destinada a micro e pequenos empresários de Atibaia e região

O Senai/Sebrae-SP está com inscrições abertas para a palestra gratuita “Racionalização do Uso e Consumo de Energia”, do programa Sebraetec, que acontece no próximo dia 23 de novembro, quinta-feira, na sede da ACIA – Associação Comercial e Industrial de Atibaia, das 16h às 19h. O apoio é da Prefeitura da Estância de Atibaia.

Destinada a micro e pequenos empresários de Atibaia e região, o conteúdo programático da apresentação, a ser ministrada por técnicos especializados, aborta aspectos como conscientização e sensibilização; estudo e avaliação dos cenários; cenário atual e cenário previsto; características dos aparelhos consumidores; mudança do hábito de uso e determinação de metas.

Para se inscrever e participar da palestra, basta entrar em contato pelos telefones 4414-1926 e 2475-6614 ou pelos e-mails carlac@sebraesp.com.br ou michelless@sebraesp.com.br .

O programa Sebraetec tem como objetivo melhorar o processo produtivo das empresas, por meio de soluções tecnológicas industriais e de gestão. A ACIA – Associação Comercial e Industrial de Atibaia – fica na Rua João Pires, 239, Centro.

22.11.17 às 10h

Atibaia participa de mais uma edição da Campanha Fique Sabendo

Prefeitura promoverá exames e testes de HIV, Hepatite, Sífilis e outras doenças

De 27 de novembro a 1º de dezembro acontece em todo o Estado de São Paulo a campanha “Fique Sabendo”, em alusão ao Dia Mundial de Luta contra a Aids, celebrado justamente em 1º de dezembro. A campanha visa intensificar o diagnóstico de infecções por HIV, Hepatites B e C e Sífilis – transmitidas por sexo sem proteção ou por contato com seringas, agulhas e outros instrumentos cortantes – além de promover conscientização junto ao público com divulgação de informações sobre métodos preventivos. Atibaia é um dos municípios paulistas que, a convite do Governo do Estado, realiza a campanha, com testes gratuitos em todas as unidades de saúde.

No sábado, dia 25 de novembro, de forma antecipada à campanha, as ações serão desenvolvidas nas seis maiores unidades da rede de saúde de Atibaia: UBS Portão, USF Imperial, UBS Caetetuba, UBS Alvinópolis, UBS Centro e UBS Tanque. Na mesma data ainda serão realizadas diversas atividades para promoção da saúde, como: vacinação contra HPV; vacinação contra Febre Amarela; ações de saúde do homem em alusão ao Novembro Azul, como coleta de PSA para homens com mais de 50 anos; verificação de pressão arterial e diabetes (o mês de novembro também é o mês do Diabetes); entre outras.

Durante a semana, todas as unidades da rede de saúde de Atibaia participarão da campanha. Os testes serão ofertados durante todo o período de atendimento das unidades, sem necessidade de agendamento para a realização.

A Secretaria de Saúde de Atibaia solicita ao usuário que comparecer a uma unidade de saúde do município a apresentação de um documento com foto. Antes da testagem, o usuário recebe aconselhamento prévio e abordagem consentida. O resultado do teste é individual e sai em alguns minutos. Caso seja positivo (para Aids, Hepatite, Sífilis, entre outras transmitidas por sexo), o usuário recebe aconselhamento e é orientado a passar em consulta médica no ambulatório de infectologia, para fazer novos exames, acompanhamento e tratamento adequado, se indicado.

Em 2014, o Departamento Nacional de IST/Aids e Hepatites Virais assumiu, frente à comunidade internacional, o desafio proposto pela Unaids de atingir, até 2020, a meta 90/90/90: 90% das pessoas com HIV conheçam seu estado sorológico positivo para o vírus; 90% das pessoas diagnosticadas com HIV recebam tratamento antirretroviral ininterruptamente; e 90% das pessoas em tratamento apresentem carga viral indetectável. Mais recentemente nova meta foi acrescida: zero discriminação.

Segundo a Secretaria de Saúde de Atibaia, promover o acesso ao teste e ampliar o número de pessoas que conheçam seu status sorológico é parte essencial do enfrentamento da epidemia de Aids. A testagem é a porta de entrada na cadeia de ações de prevenção, tratamento e cuidado. Conforme lembra a Pasta, no estado de São Paulo o acesso ao diagnóstico precoce do HIV/Aids está facilitado, mas ainda há muitas pessoas que não conhecem seu status sorológico e não têm oportunidade de realizar os testes.

Em 2017 novamente o tema da campanha é “Fique Sabendo – Faça o teste da Aids; Saber faz a diferença”, para que mais pessoas tenham ciência, por simples e rápida testagem, de que se encontram portadoras, permitindo o início precoce do tratamento e evitando maior transmissão. Atibaia é um dos municípios que participa todos os anos da campanha, este ano em sua 10ª edição.

A Secretaria de Saúde municipal lembra que, no que diz respeito às Hepatites Virais B e C, houve considerável avanço com a disponibilização de novos esquemas de tratamento, que podem alcançar altos índices de cura, sendo o diagnóstico o primeiro passo. Atualmente, há medicamentos de uso oral por tempo mais curto e com menos efeitos colaterais. A Pasta também lembra que, no último dia 7 de novembro, foi publicada a Lei nº 13.504/17, que instituiu a Campanha Nacional de Prevenção ao HIV/AIDS e outras infecções sexualmente transmissíveis, denominada “Dezembro Vermelho”.

No período da campanha será utilizado o Teste Rápido Diagnóstico HIV para Fluido Oral, conforme orientação do Ministério da Saúde; o Teste Rápido Diagnóstico para Sífilis; e os Testes de Triagem para Hepatite B e C, realizados com uma simples picada na ponta do dedo.