11.08.2017 às 15h

Parque Natural Municipal da Grota Funda: patrimônio de Atibaia

Saiba mais sobre o Parque e conheça o trabalho realizado pela Prefeitura
para a sua conservação, gestão e manejo

Atibaia é famosa por ostentar um clima agradável e inúmeras belezas naturais, principalmente quando se leva em conta a proximidade do município a grandes centros urbanos. Desconhecido de muitos turistas e até mesmo de moradores de Atibaia, o Parque Natural Municipal da Grota Funda é um dos patrimônios naturais do município e também um dos motivos que fortalecem a fama da cidade de refúgio em meio à rotina metropolitana.

Com abundância de fontes de água doce, o Parque foi declarado de utilidade pública municipal no ano de 1953. Em 1988, por meio de uma lei municipal (Lei n° 2.293/1988), o Parque foi oficialmente criado com a intenção de proteger os exemplares da fauna e garantir sua evolução natural, além de conservar a vegetação e, principalmente, preservar os mananciais do local. Em março deste ano, foi convertido em Unidade de Conservação (UC) de proteção integral, regulamentada pela Lei n° 740/2017, conforme estabelece o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC).

Com inúmeras belezas naturais, o Parque Natural Municipal da Grota Funda reúne espécies relevantes da fauna e da flora, algumas delas encontradas exclusivamente na região, além de espécies ameaçadas de extinção, motivos que costumam atrair pesquisadores até o local.

No Parque há grande diversidade de animais, como inúmeras espécies de aves, algumas de carnívoros e de primatas, variedade de morcegos e uma infinidade de insetos, anfíbios e répteis. Além disso, há exemplares da flora características da Serra do Itapetinga. Outro atributo de destaque do Parque é a sua riqueza em mananciais, contribuindo para o abastecimento da Unidade de Gerenciamento de Recursos Hídricos – UGRHI dos rios Piracicaba, Capivari, Jundiaí.

A proteção integral e permanente da flora, da fauna e dos demais recursos naturais, assim como da beleza cênica da sua paisagem natural, está entre os objetivos principais do Parque, que também é destinado a fins científicos, educativos e culturais. Após implantação do plano de manejo e a devida reestruturação do local, o Parque ainda poderá atender a fins recreativos em contato com a natureza e ao turismo ecológico.

Histórico de ações da Prefeitura

Desde sua criação, inúmeras iniciativas de conservação vêm sendo desenvolvidas no Parque pela Prefeitura da Estância de Atibaia, pesquisadores, educadores e organizações da sociedade civil, como: visitas monitoradas; cursos diversos voltados à conservação socioambiental; atividades de educação ambiental; pesquisas relacionadas à fauna e à flora; entre outras ações. A Prefeitura também tem trabalhado na estruturação e na viabilização de mecanismos e instrumentos de gestão e manejo do Parque Natural Municipal da Grota Funda.

Entre julho de 2014 a maio de 2015, foi elaborado o Relatório do Plano de Manejo do Parque pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas – IPT, fruto de convênio firmado entre a Prefeitura e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, via Programa de Apoio Tecnológico aos Municípios – PATEM.

Em maio de 2016, foi constituído o Conselho Consultivo do Parque, que é paritário, composto por representantes de órgãos públicos e de organizações da sociedade civil. O Conselho tem como principal finalidade promover diálogos e contribuir na gestão do Parque, integrando a UC às comunidades, setor privado, instituições de pesquisa, ONGs, Poder Público, bem como às outras áreas protegidas situadas no entorno. O Conselho tem se reunido ordinariamente a cada três meses e extraordinariamente sempre que necessário para tratar, de forma participativa, das questões que envolvem o Parque.

Outra ação de destaque em prol do Parque foi a sua recente conversão em UC (março de 2017), o que possibilita a captação de recursos para sua gestão e manejo vindos de programas governamentais e compensações por serviços ambientais. De acordo com a Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente, a longo prazo isso permitirá ampliar as ações de visitação para fins culturais, educativos e recreativos.

A Prefeitura também está trabalhando na viabilização de ações voltadas à conservação e proteção do Parque, incluindo a reforma emergencial do Centro de Apoio ao Visitante da Grota Funda. Segundo a Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente, o próximo passo será a publicação do Plano de Manejo do Parque, por meio de decreto municipal. O Conselho Consultivo do Parque está auxiliando a Prefeitura na elaboração do encarte final do Plano, que consiste nos projetos e programas específicos de conservação.

Ainda conforme a Secretaria, a conversão do Parque em UC, a criação do Conselho Consultivo e a elaboração do Plano de Manejo representam grandes conquistas para o município, pois são instrumentos imprescindíveis para a gestão e o manejo do Parque Natural Municipal da Grota Funda.

No momento, o Parque encontra-se em fase de reestruturação/manutenção e, em breve, poderá ser reaberto para visitação.