11.08.2017 às 16h

Reunião discute projeto de revitalização da Lucas, considerada corredor gastronômico de Atibaia

Recursos para as melhorias são provenientes do Governo do Estado
e podem ser utilizados somente em obras cuja finalidade seja
o desenvolvimento turístico da cidade

Na noite de quinta-feira (10), o prefeito da Estância de Atibaia, Saulo Pedroso de Souza, acompanhado por membros do Governo, realizou uma reunião para apresentação do projeto de revitalização da movimentada e atraente Alameda Lucas Nogueira Garcez, corredor gastronômico e uma das principais vias de Atibaia, utilizada diariamente por milhares de moradores e visitantes, e que em breve deverá receber intervenções e melhorias.

O encontro, realizado no Rotray Club Atibaia, contou com mais de 200 participantes, entre moradores e comerciantes da região, técnicos da Prefeitura e da empresa responsável pelo projeto, vereadores, e associações e grupos da sociedade civil organizada representando diversos segmentos da população. Além da apresentação do projeto, a reunião teve como objetivo a coleta de sugestões junto à população e o esclarecimentos de dúvidas.

Logo no início do encontro, o chefe do Executivo esclareceu aos presentes que o projeto ainda não está finalizado, portanto ainda segue aberto ao debate com os munícipes. Ele lembrou que, antes mesmo da elaboração do projeto, houve um extenso diálogo com a sociedade para planejá-lo adequadamente, inclusive com comissões se reunindo com comerciantes, e que o investimento na Lucas foi discutido e aprovado no âmbito do Conselho Municipal de Turismo – Comtur.

O prefeito também chamou a atenção para o fato de que a obra de revitalização será contemplada com recursos do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias – DADE, da Secretaria de Turismo do Governo do Estado, um fundo que repassa recursos para as estâncias turísticas. Conforme salientou o chefe do Executivo, são recursos específicos que, dessa forma, podem ser utilizados somente para esse tipo de obra, cuja finalidade é o desenvolvimento turístico da cidade. Do contrário, lembrou Saulo, o município perde o recurso, que volta para o Governo Estadual.

Na apresentação feita aos munícipes, o chefe do Executivo ressaltou os objetivos do projeto, em três eixos principais: agilidade no trânsito, segurança e paisagismo. “A proposta do governo é otimizar esse ‘corredor’ gastronômico e turístico da cidade, aprimorando o trânsito no local, valorizando o comércio e embelezando toda a via”, disse Saulo. Segundo ele, “é importante destacar a necessidade que a Lucas tem, hoje, de maior fluidez no tráfego ao longo de toda a via, o que não significa que os veículos circularão com mais velocidade, mas sim de forma mais eficiente, bem distribuída. Além disso, buscamos oferecer mais segurança para os pedestres e motoristas; prestigiar os comerciantes; e proporcionar um paisagismo que enalteça a beleza da Lucas”, detalhou.

De acordo com o prefeito, havendo concordância e interesse da população, a Administração Municipal providenciará o fechamento do projeto para que possa iniciar os trâmites burocráticos referentes à licitação. “Agora, nós vamos entrar na ‘reta final’ do projeto, com detalhamento das baias de estacionamento, do acabamento, das calçadas, do paisagismo, da iluminação etc. Tudo isso pactuado com o comércio local, com os moradores da região e com toda a cidade, representada pelas entidades organizadas que participaram da reunião”, destacou. “A Prefeitura já conta com os recursos disponíveis para a revitalização e, finalizando o projeto, poderá iniciar o processo de licitação para que, no ano que vem, após o período de chuvas e o Carnaval, dê início às obras de revitalização desse importante ‘corredor’ gastronômico da cidade”, afirmou Saulo.

Confira a apresentação do projeto de revitalização da Alameda Lucas Nogueira Garcez

A reunião foi encerrada com o prefeito agradecendo a presença de todos no encontro, bem como a participação ativa, com perguntas, sugestões e troca de informações que contribuem para a tomada de decições do Executivo e, consequentemente, para o desenvolvimento do município. Ele também lembrou a todos que novas sugestões, especialmente para pequenos ajustes no projeto, podem ser feitas junto às secretarias de Transporte e Trânsito (4414-3958); de Urbanismo e Meio Ambiente (4414-5400); e de Turismo (4414-0400).

O projeto de revitalização e o trânsito na Lucas

O projeto da Prefeitura conta com intervenções planejadas que devem transformar a “cara” desta que é uma das vias com maior fluxo de veículos, movimentação de pessoas e oferta de serviços no município.

De acordo com a Secretaria de Transporte e Trânsito, o projeto garantirá mais fluidez ao trânsito no local, com reflexos positivos no tráfego de todo o entorno. A Lucas passará a ter duas faixas no sentido Centro-bairro e duas faixas no sentido bairro-Centro, o que deverá aumentar a capacidade de escoamento dos veículos ao longo da via, garantindo mais circulação e organização não só na alameda, mas nas ruas das regiões vizinhas (vias longitudinais e transversais). Conforme a Secretaria, hoje no horário de pico (entre 17h e 19h) passam pela Lucas cerca de 980 veículos por hora e, acima de 1.000 veículos, já pode-se considerar a existência de um congestionamento na via.

Reprodução/Apresentação

Outra mudança prevista envolve o sistema de estacionamento ao longo da Lucas. A Prefeitura realizou um levantamento topográfico e onde houver possibilidade serão implantadas baias de estacionamento. Vale lembrar que no total de vagas previstas estará contemplado o percentual legal para idosos, pessoas com deficiência e para carga/descarga.

A Lucas também ganhará canteiro central com paisagismo, iluminação com lâmpadas LED, novos abrigos de ônibus e nova sinalização. Além disso, o projeto prevê alterações e adequações que devem tornar o trânsito mais seguro para motoristas e pedestres, como a implantação de lombofaixas e de “ilhas de refúgio” em alguns trechos, de modo que os transeuntes possam atravessar a via em dois lances.

 

No que se refere à segurança, serão instaladas na Lucas três câmeras das 46 previstas no sistema de monitoramento eletrônico a ser implantado no município (nas principais entradas e em vias estratégicas). As unidades estarão presentes ao longo de toda a Alameda (uma no trecho inicial, uma no meio e outra no trecho final da Lucas).